Arquivos | 9:59 AM

Indicação de filme: Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento

1 mai

É um filme baseado em fatos reais, onde Erin Brockovich (Julia Roberts) é uma mulher em situação difícil: com três filhos para criar, ela acaba de se divorciar, desempregada, não consegue emprego, batalhadora, desesperada, saindo de sua última entrevista, recebe uma nova multa de trânsito, e, para piorar a situação, bate o carro, assumindo uma dívida de 17 mil dólares e uma luxação no pescoço.

Se você acha que não tem como ficar pior, prepare-se: mesmo não tendo culpa no acidente, ela perde a ação e os responsáveis pela batida acabam se safando do caso, sobrando para Erin à tarefa de pagar o advogado e o conserto do automóvel sozinha.

Sem alternativas, ela implora para seu advogado Ed Masry (Albert Finney), dar a ela a chance de pagar com seu trabalho, a dívida contraída em virtude do acidente. O dono da firma fica com pena e lhe dá o emprego.

Sem nenhuma credibilidade, pelos seus trajes e seu jeito de ser, Erin, usa um vocabulário não muito apropriado, assim como suas roupas, ousadas e coloridas. Mesmo assim, ela enfrenta os preconceitos e vai à luta.

Após encontrar fichas médicas arquivadas em pastas de litígios imobiliários, começa a indagar a relação entre as duas coisas e trata de pedir autorização ao chefe para investigar.

Começa a pesquisar, então, sobre um incidente onde uma empresa muito poderosa polui as águas de um rio que abastece uma cidade e está causando doença nos moradores.

Primeiro ela descobre que esta empresa está tentando comprar das vítimas, sem que ninguém saiba, a terra que foi contaminada pelo hexavalent chromium, o tóxico que leva a morte.

Surge um grande desafio pela frente, convencer todos os habitantes da região a processar tal empresa “poderosa”, sendo que muitos deles recusam-se a princípio.

Erin começa a se interessar cada vez mais pelo assunto e, na tentativa de conhecer cada um dos moradores, entender melhor seus problemas e tentar processar a empresa, ela começa a não ter mais tempo para seus filhos que ficam em casa na companhia de seu namorado.

Começa uma busca pela justiça e Erin pretende cumprir sua missão quebrando todas as regras. Agora, está determinada a encarar uma luta contra um poderoso adversário que nenhuma firma de advocacia havia ousado desafiar.

Quanto mais ela investiga, mais encontra fatos positivos e consegue provar que o uso ilegal de produtos químicos pela Pacific Gas & Electric foi mesmo o responsável pela ocorrência de várias formas de tumores e câncer na população de uma cidade da Califórnia.

Depois de todo o esforço e dedicação, convenceu o advogado a mover uma ação civil sem precedentes na história dos EUA, conseguindo o acordo de 333 milhões de dólares de indenização para as vítimas da comunidade, em virtude da responsabilidade civil por dano ambiental e corporal causados.

Com a história, concluímos que não basta ter curso superior, experiência profissional. Simples, cheia de dificuldades, querendo fazer a coisa certa e com um grande medo de errar, teve uma grande vitória!! Erin Brockovich é assim. E não somos todos?

Para chegarmos ao sucesso, temos de ter garra, força de vontade, malícia, dedicação, deixar de lado algumas prioridades. E no final, mesmo não tendo uma grande recompensa financeira, ficaremos realizados porque demos o máximo para alcançar o resultado satisfatório e não termos razão para nos arrependermos em nada.

Erin Brockovich é um filme que merece ser visto por aqueles que ainda não viram e pra aqueles que já viram, merece ser revisto.

RESOLUÇÃO POR ONEROSIDADE EXCESSIVA

1 mai

É uma das formas de extinção dos contratos.
Já visto como um dos vícios de consentimento. Trata da possibilidade do pedido de resolução do contrato na ocorrência de um desequilíbrio entre a situação dos contratantes em virtude de acontecimentos supervenientes e imprevisíveis, que sobrecarregam a prestação do devedor e, em contrapartida, geram vantagens ao credor.
Art. 478. Nos contratos de execução continuada ou diferida, se a prestação de uma das partes se tornarem excessivamente onerosa, com extrema vantagem para a outra, em virtude de acontecimentos extraordinários e imprevisíveis, poderá o devedor pedir a resolução do contrato. Os efeitos da sentença que a decretar retroagirão à data da citação.

Dicas úteis da Internet

1 mai

. Certidões cartorárias:

1. Quem quiser tirar uma cópia da certidão de nascimento, ou de casamento, não precisa mais ir até um cartório.

 

Consulte o cartório eletrônico:

 

www.cartorio24horas.com.br
 

Funciona 24 horas por dia, on-line, para pedidos de cópias de certidões de óbitos, imóveis, e protestos pela internet.

 

O pagamento e feito por boleto bancário e o documento chega por Sedex.


2. Auxílio à lista

 

Na consulta  pelo 102 é cobrado o valor de R$ 1,20.  A consulta pelo  0800 -2800.1020  é  um serviço totalmente  gratuito

 

Anote:  0800-2800.1020

 

 

3. Documentos roubados

 

A  Lei 3.051/98 (Lei Estadual)  estabelece que o direito de em caso de roubo ou furto (mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência), a gratuidade na emissão da 2ª via de tais documentos como:

Habilitação:  (R$ 42,97);
Identidade:  (R$ 32,65);
Licenciamento Anual de Veículo:  (R$ 34,11).

Entretanto, válido só para o Rio de Janeiro, por enquanto.
Para conseguir a gratuidade, basta levar uma cópia simples do Boletim de Ocorrência e o original ao Detran p/ Habilitação e Licenciamento e outra cópia à um posto do IFP (Instituto de Identificação Félix Pacheco).
 

4. Multa de trânsito

No caso de infração leve ou média, o motorista que  não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, pode se livrar da multa.

 

É necessário  ir ao DETRAN, solicitara o formulário de pedido de conversão da infração em advertência com base no Art. 267 do CTB.

 

Leve cópia da carteira de motorista  e da notificação da multa.

 

O motorista, entretanto,  perde os pontos.

Código de Trânsito Brasileiro:

Art. 267 – Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

10 exercícios de Direito Civil

1 mai

(TJ RS – 2003)

1. Assinale a assertiva correta.

(A) O usufruto é transmissível causa mortis.
(B) Adquire-se a propriedade móvel com o título translativo respectivo.
(C) Na hipoteca, garante a obrigação principal tudo que possa ser extraível da coisa hipotecada, como valor econômico.
(D) O princípio do numerus clausus, não é aplicável na área dos direitos reais.
(E) O direito de superfície é usucapível na forma da usucapião extraordinária.

(TJ RS – 2003)

2. Assinale a assertiva correta.

(A) Adquire-se a propriedade do bem imóvel sem dono assenhoreando-se da coisa como sua, contínua e incontestadamente, durante 3 (três) anos.
(B) A hipoteca pode ser, excepcional, adquirida via usucapião.
(C) O reivindicante obrigado a indenizar benfeitorias ao possuidor de boa-fé poderá optar entre o valor atual e o custo da benfeitoria.
(D) Na constituição do penhor industrial, a tradição efetiva da coisa empenhada é desnecessária.
(E) O credor anticrético tem direito de excutir a coisa dada em anticrese.

(TJ RS – 2003)

3. Assinale a assertiva correta.

(A) O usufruto em favor de pessoa jurídica é perpétuo se ela perdurar por mais de 100 (cem) anos.
(B) O possuidor direto pode defender sua posse contra o possuidor indireto.
(C) O exercício de alguns dos poderes inerentes à propriedade, com a utilização da violência, configura de imediato posse injusta.
(D) A enfiteuse de terrenos de marinha está vedada no ordenamento jurídico brasileiro.
(E) A usucapião de imóvel se adquire com o registro da sentença concessiva no Registro de Imóveis.

(TJ RS – 2003)

4. Assinale a assertiva correta.

(A) A servidão não usada durante 10 (dez) anos contínuos é passível de extinção.
(B) Todo direito de propriedade é perpétuo.
(C) O usufruto e a superfície são direitos reais vitalícios, extinguindo-se com a morte do titular.
(D) A promessa de compra e venda de imóvel, com a cláusula de arrependimento e registrada no Registro de Imóveis, concede ao promitente comprador direito real à aquisição do imóvel.
(E) O usufrutuário não é obrigado a pagar as despesas ordinárias de conservação dos bens no estado em que os recebeu.

(TJ RS – 2003)

5.Considere as assertivas sobre arrendamento rural.

I – Presume-se contratado, pelo prazo mínimo de 1 (um) ano, o arrendamento rural por tempo indeterminado.
II – É vedado, por disposição legal, ajustar como preço do arrendamento rural quantidade fixa de frutos ou produtos, ou seu equivalente em dinheiro.
III – O contrato de arrendamento rural, como requisito de proteção ao arrendatário, exige forma escrita para sua validade.

Quais são corretas?

(A) Apenas I
(B) Apenas II
(C) Apenas III
(D) Apenas I e II
(E) I, II e III

(TJ RS – 2003)

6. Tomando por base o tema “contrato de seguro”, considere as assertivas abaixo.

I – Pelo contrato de seguro, o segurador se obriga, mediante o pagamento do prêmio, a garantir interesses legítimos do segurado, relativos a pessoa ou a coisa, contra riscos determinados.
II – O contrato de seguro prova-se com a exibição da apólice ou do bilhete do seguro e, na falta deles, por documento comprobatório do pagamento do respectivo prêmio.
III – Anulável será o contrato para garantia de riscos proveniente de ato doloso do segurado, do beneficiário ou de representante de um ou de outro.

Quais são corretas?

(A) Apenas I
(B) Apenas II
(C) Apenas III
(D) Apenas I e II
(E) I, II e III

(TJ RS – 2003)

7. São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil

(A) os excepcionais, sem desenvolvimento mental completo.
(B) os pródigos.
(C) os que, por deficiência mental, não tiveram o necessário discernimento.
(D) os que, por deficiência mental, tenham o discernimento reduzido.
(E) os maiores de 16 (dezesseis) e menores de 18 (dezoito) anos de idade.

(TJ RS – 2003)

8. São anuláveis os negócios jurídicos quando os defeitos nas declarações de vontade emanarem de

(A) erro, dolo e simulação.
(B) dolo, estado de perigo e fraude contra credores.
(C) coação, lesão e simulação.
(D) simulação, erro e estado de perigo.
(E) ignorância, dolo e fraude contra credores.

(TJ RS – 2003)

9. Assinale a assertiva correta.

(A) A decadência convencional pode ser alegada pela parte a quem aproveita, em qualquer grau de jurisdição, mas o Juiz não pode suprir a alegação.
(B) Os prazos de prescrição podem ser alterados pelas partes.
(C) O Juiz não pode suprir, de ofício, a alegação de prescrição, salvo se favorecer a relativamente incapaz.
(D) Não corre a prescrição contra os relativamente incapazes.
(E) Quando a lei dispuser que determinado ato é anulável, sem estabelecer prazo para pleitear a anulação, será este de 4 (quatro) anos, a contar da data da conclusão do ato.

(TJ RS – 2003)

10. Assinale a assertiva correta.

(A) Nos contratos onerosos, o alienante responde pela evicção, subsistindo esta garantia ainda que a aquisição se tenha realizado em hasta pública.
(B) Não atendendo o alienante à denunciação da lide e sendo manifesta a procedência da evicção, deve o adquirente deixar de oferecer contestação, ou usar de recursos.
(C) Deve o adquirente demandar pela evicção, mesmo sabendo que a coisa era alheia ou litigiosa.
(D) Não podem as partes, mesmo por cláusula expressa, reforçar, diminuir ou excluir a responsabilidade pela evicção.
(E) Se parcial, mas considerável, for a evicção, não poderá o evicto optar entre a rescisão do contrato e a restituição da parte do preço correspondente ao desfalque sofrido.

Gabarito

1.C      2.D 

3.B      4.A   

5.B      6.D    

7.C      8.B    

9.A      10.A

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.668 outros seguidores